• Menu
  • Menu
Seguro Viagem

Seguro Viagem: por que fazer um antes de viajar?

Imprevistos acontecem, mas isso não significa que você não pode estar preparado para eles. É exatamente esta a função do Seguro Viagem! Descubra por que você sempre deve garantir o seu antes de viajar!

Imagine o cenário: você está naquela viagem dos sonhos, aproveitando tudo como sempre quis, pega a sua câmera para registrar um momento especial e, neste momento,  alguém acaba esbarrando em você. Na queda, o pior acontece, um corte no antebraço, sendo necessária uma visita ao hospital para fazer alguns pontos.

Seguro Viagem

Como não são todos os locais que oferecem atendimento gratuito aos visitantes, imagine pagar a conta hospitalar em dólares ou euros. Suas economias para aquela viagem dos sonhos vão acabar indo por água abaixo. É ai que entra o Seguro Viagem!

Citamos o caso de um problema médico, mas o Seguro Viagem cobre você de inúmeros outros imprevistos, tais como remarcação de passagens, perda de vôos, extravio de bagagens, furto ou perda de equipamentos eletrônicos e itens pessoais, gastos farmacêuticos e, em caso de morte, repatriação do corpo e despesas funerárias.

Com isto em mente, já é possível perceber a importância de garantir esta praticidade antes de embarcar, porém, você deve estar pensando em quanto custa esta proteção adicional. Acredite, o valor não é tão caro quanto parece.

Para viagens nacionais, há opções a partir de R$ 20,00, enquanto em viagens internacionais as alternativas partem de R$ 90,00. Os valores variam conforme o serviço, empresa contratada e benefícios oferecidos. Quanto mais recursos seu plano oferece, maior tende a ser o valor. Mulheres grávidas e pessoas acima dos 60 anos também contam com taxas mais altas.

Opções de como contratar o serviço não faltam. Você pode utilizar empresas especializadas no assunto, diretamente com sua companhia aérea, em sites de vendas de passagem e até mesmo com a própria operadora de cartão de crédito. Exatamente! Algumas empresas oferecem o seguro gratuitamente, desde que a compra das passagens tenha sido feita com o cartão do titular. A regra de ouro aqui é deixar claro para a contratada todas as suas necessidades para a viagem e serviços que você pretende utilizar. Prática de esportes radicais, por exemplo, não estão cobertas pelos planos mais básicos. Se informe e tenha certeza do que está contratando.

Mais uma dica valiosa para você anotar antes de assinar o contrato. Existe uma pequena diferença entre o seguro e a assistência de viagem. O primeiro prevê que o viajante arque com todas as despesas com o dinheiro do próprio bolso e, posteriormente, apresentando todas as notas e comprovantes, seja reembolsado pela companhia. Já na assistência, isso não acontece. A contratada banca todos os custos, com a condição de que o atendimento seja realizado em parceiros da companhia, com exceção de casos emergenciais, onde haja risco de morte. Nessas situações, a empresa deve ser contatada dentro do prazo previsto em contrato, a contar a partir do inicio do atendimento.

Vale ressaltar que boa parte das seguradoras atualmente oferecem ambas opções no mesmo pacote, assim você pode aproveitar os benefícios de cada modalidade.

Não pense no Seguro Viagem como um gasto extra, mas sim como uma segurança adicional, para que você possa aproveitar sua viagem plenamente, sem dores de cabeça e preocupações desnecessárias.

Andy Spinelli

Formado em Publicidade e pós-graduado em Marketing, descobriu o gosto por viajar em 2009, após fazer um curso de Planejamento Estratégico na Califórnia. De lá pra cá, transformou a vida em uma partida de War e já conquistou 28 países. Além do Destinos Imperdíveis, tem uma agência digital, a 2be!creative, e uma produtora de conteúdo de viagem, o 3em3.

Ver outros posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *